Seguidores

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Hoje acordei com intenção de Glorificar ao Senhor, agradecendo a presença de Jesus em minha vida, e Ele se manifesta nas minhas filhas, na existência do meu lar, nos animailzinhos que me cercam, e no grande amor que vivo.
Contudo quero compartilhar um pouco com vocês meu sentimento Natalino e algumas inquietações. Natal é a data de maior celebração para o Cristianismo - O Nascimento do Menino Jesus. Mas no entanto nós colocamos dentro de nossas casas um outro sentimento, trocamos o menino Jesus pela lenda do Papai Noel, (todos nós acreditamos nele), um bom velhinho que vem vestido de vermelho e que nos traz presentes. Aqui esta o porém, eu mesma me recordo da bicicleta que fiquei esperando e ele não trouxe. Como fazer uma criança entender isso? Porque nós adultos transformamos o verdadeiro sentido do natal em consumismo? Faço uma ressalva neste ponto, ninguém aqui ta falando para deixarmos de comprar o panetone, os presentes, de decorarmos a casa, mas da qualidade dos valores que devemos impregnar neste "tal consumismo", pois é fato que aos poucos esse consumo foi tomando o lugar da esperada celebração do aniversário de Jesus, do verdadeiro propósito do nascimento de Cristo. Ele nasceu e deve ser o centro de nossa atenção, pois sua renúncia, seu valor de vida, sua bondade não pode ter sido em vão. Ele que veio trazer luz e salvação a todos nós, veio nos ensinar a viver de verdade deve ser o centro de nossas vidas, o mais esperado e o mais amado. Deixando um pouco da minha inquietação em vossos corações venho sinceramente desejar que todos nós possamos fazer do Natal uma verdadeira renovação em nossas vidas.
  



Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel” (Is 7:14).







Postar um comentário

MINHA FAMILIA